Deolinda na Praça XV -10/06/2016

Pense numa pessoa feliz 🙂

image

Foto captada no Facebook de pessoas. Apesar de ter ficado muito perto do palco eu não fotografei nada. Na hora do show eu só me preocupo se a platéia está pulando e cantando suficientemente alto.

De início não estava. O show começou com a poderosa “O Fado não é mau”. Deolinda não precisa deixar hits pro meio e pro fim. É daquelas bandas com discos cheiros de hits, que tem que escolher quais ficam de fora do setlist.

O show avançou e tinha mais gente cantando – com sotaque brasileiro. O setlist privilegiou as músicas mais agitadas.Em Um Contra o Outro, todo mundo pulando e de braços pro alto. Só achei que na Garçonete nós tínhamos que transformar a Praça XV no terreirão do pagode. Mas Marido tem uma teoria sobre o porquê pagode não rolou.

A proximidade com a Candelária trouxe manifestantes. à platéia. Encheram o saco, pero no mucho. Pra esses defensores de partido e de políticos, só uma coisa a dizer:

Não fui eu quem meteu água mas agora estou
com água pelo pescoço
Ninguém me salvou
Ninguém salva ninguém, está visto
Isto é o salve-se quem puder
E quem podia salvar-nos disto
Ai é isto o que quer, é mesmo isto que quer
(Bote furado, uma música sobre a situação brasileira portuguesa buguei)

Foi tão bom (foi maneiro, como disse a Ana) que no meio do show eu já tinha zunido com o casaco e fiquei só de regata. E cantando bem alto. E pulando com a perna esquerda, que o joelho direito pifa aos 30 minutos de show. Hoje eu acordei com a cervical em chamas, e isso porque já estou há uma semana em tratamento, se não estivesse nem levantava da cama. Deve ser assim que a Véia e o DJ acordam no dia seguinte da balada 🙂

Sabe a minha listinha anual das Músicas Latinas e melhores discos do ano?  Pois é 🙂

 

Off show:
Documentário  no CCBB pavoroso. Caldo verde maravilhoso. Vinho bom e caro. CD da banda à venda baratinho. Fila da sardinha assustadora, nem comi. na fila do vinho, conversei em espanhol com uma canadense 🙂 O show atrasou porque os microfones resolveram ficar mudos. Bateu medo do problema técnico reaparecer durante o show. Teve um pouco de microfonia. Felizmente a ameaça do organizador não se cumpriu: Deolinda não dividiu o show com nenhum artista brasileiro!

Anúncios