Noticiário da manhã.

Indignação: uma mulher, completamente nua, tentou afogar um cachorro na praia. Foi impedida pelos banhistas. Ela foi embora, pelada, falando sozinha, enquanto os banhistas cuidavam do cachorro.

Recuperada a escultura do menino jesus que tinha sido roubada de um presépio na rua. Policiais encontraram uma jovem, descrita por eles como portadora de doença mental e/ou sob efeito de crack, caminhando na linha do trem com a estátua nos braços. Ao ver os policiais, ela deixou a estátua no chão e fugiu.

O noticiário não informou se as mulheres receberam qualquer tipo de ajuda.

Mudando de assunto: debates sobre a reforma do sistemas de previdência do estado. Âncora do jornal comenta que é preciso alterar profundamente esses sistemas que desviam recursos para pagar o seguro social dos funcionários públicos.

Mudando de assunto: Assembléia Legislativa do Rio aprova um benefício de R$5000, isento de imposto de renda, a título de bolsa-aluguel, para membros do Judiciário e do Ministério Público, cujos salários variam entre dezoito e vinte e dois mil (depois do desconto do IR). Penso no meu contracheque, penso nos “recursos desviados” para pagar a minha aposentadoria daqui a 500 anos. 

Chega de telejornal por hoje.

Anúncios