Ao telefone

“Bom dia. Eu queria falar com seu chefe. Ah, não chegou… É informação de processo. É contigo?!? Não, mas eu falei com sicrana, que disse que ia entregar na mão dele. Ah, processo tem que passar na sua mão? É análise… vistoria… VOCÊ não tá entendendo o que eu quero. Bairro? Não sei. Número? xxxxxx, deixa eu terminar! Ah, só precisa desses seis números… Você está com ele na sua mão agora?!?!? Por quê? Ah, estava ligando pro avaliador, que coincidência! Ah, mas é que eu sou do gabinete de fulano, falei com sicrana que deve ter falado com seu chefe pra colocar esse processo rápido na sua mão. Fica com deus, minha querida, que deus te abençoe muito!”

Pra que conste, ninguém tinha vindo ainda pedir ao meu chefe pra “apressar” nada (até porque eu cheguei antes de todo mundo, Av. Brasil tava boa hoje O.o), o trabalho chega à minha mesa e eu faço, tô ligando pros avaliadores de 12 processos, entre eles o da amiga da funcionária do gabinete do fulano, e bênçãos de gente assim eu dispenso.

Respira fundo, aline, que hoje é um dia daqueles…

 

Anúncios