Untitled

Pois é, o INSS negou o auxílio-doença à mamãe. Por coisas assim é que eu sou a imbecil-mor da família: enquanto tem um monte de fdp que frauda o Instituto, os contribuintes “normais” têm que molhar mãos a fim de assegurar seus direitos. Isso é considerado “normal”. Eu me recuso, então só tomo na cara. Bem, vamos recorrer.

O cachorro de mamãe resolveu ficar doente também. Ele comeu pelanca de galinha, quebrou um jarro de flores da vizinha e agora está mugindo pelos cantos, cabisbaixo. Fizemos o exame, tá com infecção. Vou ter que esperar ele ficar bom pra enfiar-le a porrada. Eu dou minha echarpe pra ele morder, ele precisava ir quebrar o vaso da vizinha? Aquele delinquente.

Férias escolares. Filha, se você ler meu blog, manda um “oi” pra mamãe. Caiu no mundo, feliz feito pinto no lixo.

 

Enviado poremail

Anúncios