Influências

A professora de Redação passou um trabalho em grupo: uma paródia musical.

Quando Filhote chegou em casa com a letra da paródia escolhida pelo grupo começou uma grave crise que levou alguns dias para ser resolvida. Eu e o pai nos opusemso ao trabalho. Exigimos a retirada dela do grupo. Quisemos pedir a cabeça das meninas no conselho de classe, mas mudamos de idéia, preocupados com a socialização das crianças. Ainda assim, avisei à Filhote que essa situação vai se repetir e que ela será obrigada a abandonara as amigas. Por hora, decidimos contra-atacar. Filhote passou o fim de semana preparando outras DUAS opções de paródias para apresentar ao grupo. Na segunda-feira, as duas opções foram rejeitadas, Filhote abandonou o grupo, levou alguns dias para encontrar uma nova parceira e, na outra semana, apresentou sua paródia. Ela me disse que as meninas do primeiro grupo não fizeram retaliações, elas continuam se falando numa boa.

Eu já estava preocupada com o fato da escola não ter reagido com certa veemência com a paródia das meninas. Depois, Filhote me disse que um dos grupos teve o trabalho rejeitado por plágio. Eis que eu e Filhote resolvemos pesquisar e descobrimos que TODOS os grupos plagiaram, todas as músicas estão no youtube. A professora só identificou um, ou outros passaram. A letra que nós rejeitamos e que foi defendida pelas meninas também era plágio.

Eu sentei com Filhote, ajudei a escolher as músicas, ajude-a a fazer a letra, revirei a net atrás das versões instrumentais das músicas, publiquei-as no Cantinho de Estudos. E quando chega na escola, o que minha filha encontra? Um bando de plagiadores, incapazes de produzir seu próprio trabalho, incapazes de se sentirem incomodados com isso.

A letra do primeiro grupo fazia apologia à cola. Sem julgar a necessidade desse recurso, eu me escandalizei com a escolha do tema para uma apresentação em público, na frente da professora e da coordenadora. As meninas levaram o trabalho até o final e foram chamadas de caras-de-pau pela professora. A coordenadora brincou, dizendo que elas tinham revelado os “segredos”. E só.

Dentro de casa Filhote tem incentivo ao estudo e à criatividade. No ambiente escolar, ela é fortemente desestimulada.

Lembrei de contar esse causo ao ler esse post do História Digital: Como fazer uma paródia musical. Aqui em casa nós fizemos mesmo sem conhecer as instruções…

Enviado poremail

Anúncios