100% Manu Gavassi

Biografia

Manu Gavassi nasceu em São Pualo, em Janeiro de 1993.

Em 2010 Manu gravou vídeos seus cantando músicas de astros adolescentes americanos e publicou no Youtube. Com aparência e voz adequadas, dentro do padrão atual da indústria musical, Manu foi contratada por Rick Bonadio, um famoso produtor musical (famoso pelo sucesso que suas bandas fazem e pelo fato de nenhuma delas ser considerada artísticamente relevante).

A primeira música de trabalho ("música de trabalho" é aquela que toca direto em rádio e televisão, mediante pagamento prévio, até que a audiência comece a gostar e pedir a música) foi Garotos Perdidos. O videocipe da música contou com a participação dos Colírios Capricho (um reality show da MTV que mostra o cotidiano de garotos bonitos fazendo não sei o quê, mas são muito bonitos).

Êpa, espera, já sei o que os colírios Capricho fazem:

A cada semana, os Colírios serão desafiados a aprender algo diferente. Com a ajuda de especialistas, eles terão que cantar, dançar, representar e mostrar que sabem agir como verdadeiros príncipes: tudo para provar que são perfeitos para as leitoras da CAPRICHO. Fonte: http://colirios.capricho.abril.com.br/o-programa

 
A produção do programa decidiu promover a nova cantora adolescente. Além do clipe, que foi lançado antes do cd, Manu cantou na festa de encerramento do programa, passou a escrever um blog no site da Capricho e ganhou uma série de vídeos no Youtube para mostrar como é sua vida de famosa.

Manu foi capa da revista Capricho, especializada em entretenimento para adolescentes, e participou da festa de estréia da Rádio Disney.

Em janeiro de 2011, mais uma música de Manu chegou às rádios de todo Brasil e rapidamente escalou as paradas de sucesso.

Para conhecer, escute:
Você deveria saber, música inspirada em uma desilusão amorosa que Manu sofreu com seu ex namorado, não sei o nome, que toca não sei que instrumento na Banda Restart.

Site da artista:

Eu e Manu Gavassi:
Eu fico inconformada ao ver que os executivos da indústria cultural tem o poder de construir uma artista, e mais do que isso, todo o imaginário que a cerca, os ideais de beleza, juventude, alegia, diversão que estão ligados à beleza, às roupas, ao cabelo, ao tipo físico, ao tipo de música, ao tipo de comportamento, ao nível de consumo… E esse pacote encantado é empurrado goela abaixo das meninas, que entendem aquilo como pistas sobre "como devo ser para ser feliz e aceita". As meninas são jovenzinhas, não têm maturidade para se defender desse ataque, não entendem porque os adultos se revoltam, e muitos adultos não conseguem compreender a posição de desvantagem em que os mais novos se encontram e os agridem com xingamentos. Adultos também podem ser despreparados e imaturos, e eles nem têm a desculpa da idade… Ninguém é intelectualmente inferior por gostar do fast food pop (se não fosse gostosinho não faria sucesso, são músicas que podem conquistar qualquer um de nós). O problema é se esse tipo de música for o único referencial dos mais jovens. Não pode.

Uma provocação:
Eu acredito que a música de Tulipa Ruiz tem TUDO para ser trilha sonora das meninas brasileiras. TUDO! São delicadas, engraçadas, picantes e Tulipa é dona de uma voz linda. Por que uma moça como Tulipa Ruiz não se encaixa no universo encantado adolescente construído por Capricho, Bonadio, Disney e afins?

Se você gosta de…
Irritar seus pais, porque são pais, ora. Irritar adultos que fazem péssimos julgamentos sobre você sem ao menos te conhecer.

Minha mãe vai dar ataque se eu ouvir Manu?
Um pouco, só nas primeiras vezes, mas depois que ela denunciar o maldito show bizz ela vai ficar quieta.

Porra, chatona minha mãe
Thank you, estou só fazendo o meu trabalho 😀

Enviado poremail

Anúncios