Untitled

aniversários. os 30 anos foram tão aguardados que eu nem lembro o que aconteceuu.

aos 31, acordei querendo me matar.

aos 32, acordei querendo festa o dia inteiro. De cabelo raspado, vermelho.

Aos 32, de cabelo comprido, castanho escuro (mas ainda manchado de vermelho). E unhas pintadas.A dorzinha no pé que eu estava deixando pra lá fez saber que não é uma besteira: quando me levantei o pé falho e quase caí. Hoje vai ter festa e com um monte de gente, mas eu não quero nem fugir nem dançar em cima da mesa.

Ah, o relógio biológico está acelerando e falta pouco pra tocar o alarme. O problema é que nesses dez anos eu fiz tudo para a filha que eu tenho e nada para garantir a chegada da que eu ainda não tenho. E apesar de eu me achar muito novinha, a família acha que para ter bebê eu já tô “passada”.

 

Chega de pensar por hoje, pelo menos até tomar meu café com leite e fazer alguma coisa pra abaixar esse cabelão.

 

Enviado poremail

Anúncios

3 comentários sobre “Untitled

Os comentários estão desativados.