O presente serviu?

Ouço essa pergunta dezenas de vezes: parentes compram roupas e calçados para as crianças da família e depois conferem se acertaram no tamanho: “ué, ela não veste 10? nem 14? é 16? Como assim, 38????”

Minha filha ganhou A Bolsa Amarela. Acabou o livro em 2 dias. Eu cheguei a pensar que foi um presente que se consumiu tão rápido, ainda mais comparado com o outro. Bobagem. Poucos dias depois, Filhote estava arrastando uma caixa, escrevendo num caderno, caçando poesias, contos, crônicas, passatempos. Disse que foi inspirada pela bolsa da Raquel.

Em 2 dias, o livro mudou a vida da minha filha. A saia rodada, a sandália que era pra mim e ela e seu pezão me tomaram, o vestido da Lola, a bijuteria, nada disso fica. O presente – o livro – serviu.

 

 

 

 

Enviado poremail

Anúncios