Girassóis

Quando eu era criancinha, Realengo era roça, os terrenos abrigavam casebres e grandes áreas livres de construções;

na casa dos meus avós havia um abacateiro. Ele nascia no quintal deles e se inclinava por cima do muro, seus galhos cresciam sobre o terreno do vizinho, e lá caíam os abacates.

Minha avó se certificava de que não tinha ninguém na casinha, pulava o muro, sob intenso protesto dos cachorros, e ía catar os abacates;

e eu, morrendo de curiosidade, venci o medo, trepei na escada, me pendurei, equilibrada em dois pontos de apoio, o pé na escada e a mão no muro, e me deparei com um mar de girassóis.

Agora eu juro que não sei se isso é um flashback ou se eu vi o que eu vi. O jeito é perguntar pros adultos da época.

 

Enviado poremail

Anúncios