Notinhas de sexta

O jogo nem começou e eu já tomei todas, já conversei com o bocão, já tomei engov, dormi, levantei, dormi, levantei e tô de ressaca.

Por coincidência eu fiz a mesma coisa na copa de 2006, só que eu fui trabalhar no dia do jogo do Brasil, tava tão ruim que queria descer do ônibus no meio do caminho e voltar pra casa mas não conseguia levantar e acabei parando no trabalho.

Por coincidência, também, nada disso teve a ver com o jogo. É a felicidade que demora tanto a bater na minha porta que, quando bate, eu me esbaldo.

Eu não lembro qual foi o placar do jogo da ressaca de 2006.

-*-*-*-*-*-

Eu queria voltar pra cama, mas o almoço da casa da mamãe está na minha geladeira. E está congelado. Xiiiii.

Vou ter que ir pra lá. E não estou com pressa de me alimentar de novo, mesmo, só preciso de café…

-*-*-*-*-*-

Fotinhas que eu tinha que ter publicado há tempos:

Festa do segundo jogo do Brasil, no “open house” do meu irmão e cunhadinha. Não moram lá ainda, mas já dão churrasco. Vocês dois querem fazer o favor de juntar logo as trouxas?

Domingo, 27 de junho, show do Móveis Coloniais de Acaju. Eu não levei máquina e quase não chego na hora! Mas o Baltar tirou fotinhas (¡gracias!):

Esse ano eu volto a fazer o álbum fotográfico da família. No ano passado eu tava tão chateada que no aniversário de mamãe essa foi a melhor foto que tirei:


-*-*-*-
Caramba, são 9:45h, será que eu consigo ônibus pra Realengo agora? Se eu não estivesse ainda enjoada iria de bicicleta. Se bem que não deve ter carro na rua… Não, má idéia. Vou pegar o camarão congelado e me voy! 😀

Publicado via email

Anúncios