Meu GTD – LBC

O legal do método de organização Get Things Done é que ele é flexível, adaptável às necessidades de cada um. Pode ser mesclado com outras estratégias, pode servir de linha-guia para as suas idéias. Comecei a ler mais sobre GTD no fim de dezembro, uma época de tradicionais balanços do ano. Cheguei à conclusão de que as coisas não se resolvem sozinhas – complicam-se e pioram, aliás – a menos que você Levante a Bunda da Cadeira e faça o que tem que ser feito.

O sistema não está pronto, não cobre todas as áreas. No trabalho as coisas vão de vento em popa. Consegui diminuir drasticamente o embaraçoso índice de “não sei”. Aqui em casa ainda há muito por fazer, mas pelo menos os insetos já se mudaram e as plantinhas, que chegaram em dezembro, ainda estão vivas. Quase todas. Uma se murió, mas as outras estão lindas…

Uso bastante a agenda do smartphone, o Google Tasks, o “moleskine” que eu mesma fiz. E ainda tenho ajuda externa. Lembrei de escrever esse post porque recebi um sms da Oi dizendo que meus créditos expiram dia 08/02. Desde 01/02 eles me mandam o “lembrete” todo dia. E quando faço uma ligação eles primeiro falam dos benditos créditos. Adoráveis, não?

No próximo post sobre LBC escreverei como limpar a casa inteira, do teto ao ralo, com vinagre, bicarbonato de sódio e água morna. É ecológico. É barato.  É rápido e eficiente… e não estraga as unhas!

Anúncios

Um comentário sobre “Meu GTD – LBC

Os comentários estão desativados.