Meus oito anos

Eu conhecia o poema, acho que todo mundo que freqüentou o banco da escola (e não dormiu) já ouviu ou recitou esse poema, mas o nome e a autoria não se fixavam na minha memória. Até que uma moça recitou os primeiros versos quando eu respondi a pergunta “quantos anos tem sua filha?”

Meus Oito Anos, do poeta Casimiro de Abreu, para uma linda mocinha de oito anos que está longe por uns dias. Mamãe vai dar um jeito nisso, tá?

Ah, não precisa pedir bênção pra mãe nem rezar ave maria, e troque os beijos da irmã pelas lambidas do Obama.

MEUS OITO ANOS

Casimiro de Abreu

Oh que saudades que tenho
Da aurora da minha vida,
Da minha infância querida
Que os anos não trazem mais

Que amor, que sonhos, que flores,
Naquelas tardes fagueiras,
A sombra das bananeiras,
Debaixo dos laranjais.

Como são belos os dias
Do despontar da existência
Respira a alma inocência,
Como perfume a flor;

O mar é lago sereno,
O céu um manto azulado,
O mundo um sonho dourado,
A vida um hino de amor !

Que auroras, que sol, que vida
Que noites de melodia,
Naquela doce alegria,
Naquele ingênuo folgar

O céu bordado de estrelas,
A terra de aromas cheia,
As ondas beijando a areia
E a lua beijando o mar !

Oh dias de minha infância,
Oh meu céu de primavera !
Que doce a vida não era
Nessa risonha manhã

Em vez das mágoas de agora,
Eu tinha nessas delicias
De minha mãe as carícias
E beijos de minha, irmã !

Livre filho das montanhas,
Eu ia bem satisfeito,
Pés descalços, braços nus,
Correndo pelas campinas
A roda das cachoeiras,
Atrás das asas ligeiras
Das borboletas azuis!

Naqueles tempos ditosos
Ia colher as pitangas,
Trepava a tirar as mangas
Brincava beira do mar!

Rezava as Ave Marias,
Achava o céu sempre lindo
Adormecia sorrindo
E despertava a cantar !

Oh que saudades que tenho
Da aurora da minha vida
Da, minha infância querida
Que os anos não trazem mais

Que amor, que sonhos, que flores,
Naquelas tardes fagueiras,
A sombra das bananeiras,
Debaixo dos laranjais!


P.S. – Plutão pode sim ser um planeta e se ninguém aceitar muito bem, sobra um planeta inteirinho só pra nós!

Anúncios